quarta-feira, 24 de junho de 2009

A carta contendo confissão de dívida pode ser tida como título executivo extrajudicial?


Atenção! em 18/03/2016, entrou em vigor o novo Código de Processo Civil - Clique aqui para ler a postagem atualizada sobre esse assunto.

A carta contendo confissão de dívida só poderá ser considerada título executivo extrajudicial se além da assinatura do devedor contiver as assinaturas de duas testemunhas, uma vez que, o nosso Código de Processo Civil determina com clareza, no inciso II, do artigo 585 que o documento particular (sem registro em cartório) assinado pelo devedor e por duas testemunhas é um tútulo executivo extrajudicial.
Clique aqui para visitar o site da Advogada Ana Lucia Nicolau

21 comentários:

Wander Veroni disse...

Oi, Ana!

Não sei se entendi direito, mas esse documento a pessoa assume que tem a dívida: é isso? Sugiro que explique mais esse tema.

Abraço

J.F. Marques disse...

Pelo que entendi, é a pessoa assumindo a 'culpa', no caso dívida. Interessante, não se sabe se um dia vou precisar disso.
Parabéns pelo blog.

Wanessa Lins disse...

Esses termos eu realmente desconheço!
Mas acho que entendi a mesma coisa do pessoal acima. A pessoa assume a culpa e é registrado. Acho que mais ou menos isso. Já vi em filme hehe

:**
Beijos

diegudinho disse...

Aaah, muitas coisas são estranhas nessa vida D:

Não sabia dessa história que precisava da assinatura de duas testemunhas.

Anônimo disse...

É concordo as coisas devem ser bemfeitas e legalmente só asism tem valor

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net

Lucas disse...

Oi

FAGGH® disse...

opa! divida ? não quero mais huauhauhauh
Otimo trabalho que você vem realizando aqui no seu blog
abrç



www.celebritypoke.blogspot.com

Maurício Gomes Lucas disse...

Maaaaara ver esse artigo
eu estou fazendo técnico em Adm
e estudo isso. Títulos
foi muito bom poder tirar mais uma dúvida. Ótimo Blog

30 e poucos anos. disse...

O sujeito deve ... assume em documento e precisa de testemunhas?
Só no Brasil mesmo

Viviane Souza disse...

Quanta coisa desconhecemos e que poderíamos nos beneficiar!
Ótima iniciativa do blog!

30 e poucos anos. disse...

Sem falar q aqui no Brasil é um dos únicos países q a sua assinatura não vale nada sem ter sido reconhecida por alguem !!!

Adm. Marcelo Leite disse...

Bom saber :D

menumulher disse...

Se uma pessoa assume a culpa por que ela precisa de testemunha?

Aguardo sua visita:
http://menumulher.wordpress.com/2009/06/25/124/

Marcus Duarte disse...

É acho que é mesmo, a pessoa "se entrega" hahaha.

Palavras de advogados, [eu quase nunca entendo]

Nao leve a mal dona Ana Lucia!

L ! disse...

O barato de vir no teu Blog, é que tuas notas são SEMPRE bastante sucintas, e mto infiormativas ao mesmo tempo!
^.^'

http://adytaness.blogspot.com/

[ Visite-o ]

Claudio soccer fan disse...

Não entendi muito bem, mas pelo que deu para entender, tem algo a ver com divida.
Ótimo blog. tem bastante conteúdo. Gostei.

Tolerância Zero disse...

seria a famosa nota promissória?
gostei disso..vou fazer isso com meu devedores....

Maurício Gomes Lucas disse...

O Brasil precisa de cidadãos mais conscientes dos seus atos

Anônimo disse...

O negócio é o devedor qurer assinar.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net
www.twitter.com/blogdorubinho

Vivica Bolacha disse...

Sempre fiquei na dúvida sobre o que acontece com as dívidas após a morte. Elas automaticamente liquidam ou os parentes ficam com esse "perrengue"?

Sugiro que comente sobre isso e explique mais este post.

Abs.

Inez disse...

Interessante eu mesmo não sabia disso.