domingo, 30 de setembro de 2012

O que quer dizer comoriência?

Comoriência é  instituto jurídico previsto no Direito Civil que significa a morte simultânea de duas ou mais pessoas.

O contexto relativo à comoriência é muito importante para identificação da forma como devem ser partilhados os bens deixados pelos falecidos ao mesmo tempo, quando estiverem envolvidas mortes de pessoas sucessíveis

O nosso Código Civil determina no artigo 8º que "Se dois ou mais indivíduos falecerem na mesma ocasião, não se podendo averiguar se algum dos comorientes precedeu aos outros, presumir-se-ão simultaneamente mortos".

visite a pagina no facebook https://www.facebook.com/analucianicolau

Ana Lucia Nicolau é advogada desde 1993, atuando nas áreas cível, família e das sucessões.

Atualmente, o escritório de advocacia de Ana Lucia Nicolau está localizado na Avenida Ibirapuera nº. 2.907,conjuntos 718/719, CEP: 04029-200, Moema, São Paulo/Capital, Telefone (11) 5096-4600.

16 comentários:

Berenice disse...

Olá Ana,
Mais um assunto interessantíssimo.
Você saberia me dizer como ficou o caso do falecimento do Ulisses Guimarães e sua esposa no acidente aéreo? Soube que houve questionamento por parte de herdeiros mas não acompanhei o caso.
Bjs

Luma Rosa disse...

O Direito é mesmo bastante complexo. Fiquei curiosa com relação a questão apresentada pela Berenice.

Ana Lucia Nicolau disse...

Oi Bernice, não fiquei sabendo sobre o caso do Ulisses Guimarães...vou pesquisar e te falo.abçs

Yuusuke disse...

Oi Ana
Eu confesso que nunca ouvi flara de comoriência. Mais um tem amuito bem abordado e esclarecido pela senhora.

Claudiomar Aparecido disse...

eu tbm nunca tinha ouvido falar de comoriência, mais achei um assunto muito interessante

Yuusuke disse...

Texto muito intuitivo e explicativo.

DLD DECORAÇÕES disse...

Site maravilhoso com linguagem que todos podem entender.
Parabéns!
Adquiri mais conhecimento.

Rosangela A. Santos disse...

Eu nem imaginava que esse palavrão significava isso.
Adorei, forma simples e objetiva de saber sobre nossos direitos e leis!!!
Parabéns!!!

Rosiane Santos disse...

Muito legal poder tratar de assuntos formais de uma maneira mais simplificada, gostei bastante.

http://aestranhars.blogspot.com/

Tati disse...

Oi Ana, eu também não conhecia esse termo, tão menos suas implicâncias. Confesso que ainda fiquei com um pouco de dúvida, porém ficarei atenta por aqui por um post correlacionado! Abs!

Li Limeira disse...

Obrigada pela visita...Gostei muito do seu blog...realmente precisamos conhecer melhor nossas leis e o que elas significam...Sempre digo que leis deveriam ser estudadas nas escolas desde sempre !!!!
http://alternativassonoras.blogspot.com.br/2013/11/disco-voador-30-seconds.html#comment-form

Nick disse...

Olá!

Não tinha ouvido falar no termo ainda, mas seu post está bem explicado e de fácil entendimento, sendo assim, mais uma palavra para nosso vocábulo.
Parabéns pelo trabalho, e obrigada pela visita no meu blog.

See you soon!

Kátia Andrade disse...

Olá Ana, obrigada por comentar em meu blog e compre sim o livro do Cheferson Amaro e Lu Kyiota, irá amar.

Bom, mas a minha pergunta que veio no momento certo esse assunto, é tipo assim:

Se eu tenho um bem, uma casa. E daí não tenho filhos e ela estava em meu nome, não sendo casada com ninguém no papel, apenas morando com alguém por alguns anos. Quem teria direito a este bem?

Meus pais, irmãos ou a pessoa que estou convivendo mesmo sem ser casada no cartório?

Já faz tempo que tenho essa dúvida.

Amei seu blog, com certeza vem ajudando muita gente.

Fábio Alves disse...

Interessante. O Direito tem mesmo cada palavra... rs

Guilherme Augusto disse...

Bacana... ;)

Jefferson Prime disse...

Porra eu morria e naum sabia

http://nerdofobia.com/2014/01/16/nerdofobiacast-007-todo-mundo-gosta-menos-eu/#more-513