quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O que é alienação parental?




O ato de alienação parental é a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este, conforme determina expressamente o artigo 2º, da Lei nº 12.318, de 26 de agosto de 2010, que dispõe sobre a alienação parental

Indo um pouco mais além, o parágrafo único desse artigo 2º indica que "São formas exemplificativas de alienação parental, além dos atos assim declarados pelo juiz ou constatados por perícia, praticados diretamente ou com auxílio de terceiros:  
I - realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no exercício da paternidade ou maternidade; 
II - dificultar o exercício da autoridade parental; 
III - dificultar contato de criança ou adolescente com genitor; 
IV - dificultar o exercício do direito regulamentado de convivência familiar; 
V - omitir deliberadamente a genitor informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço; 
VI - apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente; 
VII - mudar o domicílio para local distante, sem justificativa, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com familiares deste ou com avós." 


Se você quiser que apenas eu leia seu comentário - Clique aqui

5 comentários:

Cícero Barbosa disse...

nossa, que interessante!

Cícero Barbosa disse...

as crianças devem sofrer muito com esse tipo de pais.

Vera Munari Nicolau disse...

muito boa essa informação

Andy antunes disse...

Foi um ótimo assunto mal desenvolvido na novela Salve Jorge ... as crianças ficam como marionetes

Clara Sol disse...

Olá amigo Diogenes .
Saudando para um novo dia e desejando uma excelente Páscoa.
Esta eterna discussão quais os pais tem sobre a guarda dos filhos depois que o casamento é dissolvido é muito triste,pois quem sofre com estas brigas são os filhos. E as vezes os filhos aproveitam para tirar proveito desta disputa para ganhar mais presente ou entre outros meios, justamento por se sentir privilegiado nesta disputa.Os casos mais frequentes da Síndrome da Alienação Parental estão associados a situações onde a ruptura da vida conjugal gera, em um dos genitores, uma tendência vingativa muito grande. Quando este não consegue elaborar adequadamente o luto da separação, desencadeia um processo de destruição, vingança, Grata por partilhar, sempre que postar me sugira que estou sempre acompanhado os amigos e gosto de matérias diversificadas, portanto sinta-se a vontade para enviar-me. Um ótimo feriado.
Abraços sempre.
ClaraSol.